Pesquisar este blog

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Cromo(s)somos


Cromo(s)somos (by Kraudião)

 Qual é a nossa cor?
Sejamos pretos como o infinito buraco negro
Ele que tudo acolhe, expande e reinicia.
Nada teme em acolher para somar,
Tudo expande em soma para depois multiplicar,
Sempre reinicia na divisão de suas partes diminuindo as desigualdades.
Ou simplesmente pretos como puro e intenso saboroso café,
Ele que nos dá energia quando sonolentos e preguiçosos.
 ###
Sejamos brancos como o luar de prata que encanta os enamorados,
Alvos como a espuma do mar em pleno vigor de sais e oxigênio puro,
Brancos como um sorriso inocente das crianças com seus dentes de leite,
Alvos como as folhas em branco ávidas pelas letras pretas digitais do texto,
Brancos como as geleiras dos pólos norte e sul em sua magnânima quietude.
  ###
Sejamos amarelos e radiantes como nosso astro rei no céu,
Luz espargindo e foco para nosso reencontro com o que é mais divino,
Centelha absoluta em seu incessante pulsar que tudo impulsiona e vivifica,
Valorosos como o ouro no seio da terra pronto para ser polido e processado,
Nutritivos e centrados como é a gema do ovo cheio de bons ingredientes.
  ###
Sejamos marrons como é a mais pura das barras de chocolate,
Atrativos de desejos e sonhos em sermos diferenciados também na essência,
Exóticos e famosos culturalmente quanto nosso bainíssimo saboroso acarajé,
Provocadores de boas memórias e sensações palatáveis como um bom tamarindo,
Densos e compactos de virtudes enraizadas como um tronco de madeira de lei.
 ### 
Sejamos verdes de pureza e bondade assim como é a mãe natureza,
Diversos em simetria e posições como se apresentam as folhas nas árvores,
Vitaminados e vitais como as hortaliças em sua simplicidade refrescante de sabor,
Verdes e ingênuos pela imaturidade de quem ainda não ganhou malícia na cor,
Simbolicamente esperançosos em nunca deixar de ser um autoconhecido convicto.
  ###
Sejamos vermelhos paixão inconfundivelmente representada como cor do amor.
Sensualmente picantes com a pimenta malagueta ardida em atitudes proativas,
Romanticamente sinuosos e deliciosamente sedutores como amoras silvestres,
Provocadores de emoções e imagéticas quando juntos morangos com chantilly,
Amoráveis e intensos em vigor com é nosso coração pulsando nas veias de tesão.
  ###
Enfim, sejamos multicores com uma paleta do artista ao retratar belas paisagens,
Sejamos diferentes matizes de possibilidades em realizar o bem ao próximo,
Arco-íris de beleza inconteste, insofismável e imutável aos olhos do observador,
Sejamos todas possibilidades nas mais puras das virtudes desta realidade,
A natureza como mãe, mestra e serva para um belo realizar consciente,
Porque todos somos UM, essência divina do nosso Pai criador,
Matéria encarnada nas mais diversas formas hereditárias...cromo(s)somos.


Salvador-BA, 18 de maio de 2015.