Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Um olhar sobre as palavras



Um olhar sobre as palavras (by Kraudião)

Olhos, janela da vida.
Olhos na vida que passa,
Olhos abertos e não vejo saída,
Olhos em alerta no quarto escuro,
Olhos fechados no sono profundo,
Olhos acesos para o futuro incerto,
Olhos ardidos contaminados por vírus,
Olhos reflexivos sempre serão bonitos,
Olhos molhados por lágrimas perdidas,
Olhos nos olhos e me perco no infinito.

Olhos, sentido de visão.
Olhos grudados na TV,
Olhos para sentir emoção,
Olhos discretos na timidez,
Olhos que captam o mundo,
Olhos grandes de pura inveja,
Olhos cegos pela insensatez,
Olhos míopes por usar óculos,
Olhos amendoados e exóticos,
Olhos onipresente que tudo vê,
Olhos brilhantes de tanta paixão.
Olhos fixos e focados para sedução,
Olhos indiscretos que tudo observa.

Olhos, revisor dos fenômenos.
Olhos predadores de lince na presa,
Olhos pedunculados dos crustáceos,
Olhos deletérios de seca pimenteira,
Olhos especializados para rapina noturna,
Olhos coloridos de pura fascinação alheia,
Olhos femininos maquiados para eterna festa,
Olhos treinados e vigilantes a perscrutar na escuridão,
Olhos que enxergam com acuracidade os diferentes detalhes.

Olhos, transpessoais além da minha face.
Olhos, janela da vida e sentido de visão.
Olhos, olhar poético de simbolismo.
Olhos, um olhar sobre as palavras.
Olhos, olhar direto na subjetividade.
Olhos, um olhar focado no objeto.
Olhos, olhar carregado de adjetivos.
Olhos, um olhar de fora para dentro.
Olhos, olhar de alma buscando verdade.

Salvador-BA, 23 de maio de 2015