Pesquisar este blog

sábado, 12 de janeiro de 2013

Vivência, conhecimento e sensações


Vivência, conhecimento e sensações (por: Kraudião)

Viver é um conjunto de relações objetivas e subjetivas,
Nelas a vida vai tomando forma e nos revelando coisas,
Sejam elas esperadas ou inesperadas ações cotidianas,
Conferindo a todo aquele que atento está, mais vivência.

Conhecer a busca exata pelo sentido de vida,
Em todo tempo vivido vamos adquirindo experiências,
Elas vão se multiplicando a cada dia e por anos a fio,
Impregnando em nossa alma sentimentos perenes,
Cabedal de sabedoria gravada pelo conhecimento.

Sentir tudo o que somos e podemos ainda ser,
Encontrar as repostas nas diversas e inusitadas lições,
Conseguir entender o sentido de tudo isso aqui,
Buscar desvendar os mistérios guardados na alma,
Revelando a plenitude de nossa consciência desperta,
Um mundo inteiro de  perguntas decifradas pelas sensações.

Eis que dessa vivência vem o maior dos desafios,
A necessidade de se relacionar com o outro e aprender,
Um ciência sabidamente inexata chamada convivência.
Expressões incógnitas que se apresentam em alguém,
Sentença dúbia do que realmente se pode expressar.

Então que se apresente agora todo meu conhecimento,
Um repertório de experiências acumuladas na arte do viver.
Utilizemos dos ensinamentos, e os aproveite da forma mais feliz.
Seja fiel a tudo que viveu e aprendeu em suas vidas como um eterno aprendiz.
Exercite a paciência em saber esperar, pois tudo um dia se revela.

Mas é quase impossível se relacionar diretamente sem as sensações,
São elas que nos provocam diferentes sentimentos internos.
Atentos, seremos capazes em controlar todo o poder da imaginação.

Ela tende a nos trair criando as falsas expectativas do querer,
Falsifica pensamentos como se fossem verdadeiros e leais,
Embora, o antídoto há muito eu já descobri dentro de mim.

Já sei o caminho de ida e volta ao meu centro de força,
A porção mais divina e fiel conselheiro que trago aqui,
Fortificando minha alma sensibilizada, renascida e desperta.

Sim, porque sei o que sou e com todo esse sentimento gravado,
Nunca mais serei escravo enquanto souber refletir,
Toda uma vivência de vidas passadas como conhecimento,
Sensações presentes e norteadoras adquiridas pelo autoconhecimento.

Salvador-BA, 12 janeiro de 2013