Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Nudez de uma Alma


Nudez de uma Alma (por: Kraudião)

Quando você se desnuda pra mim...
Vejo coisas antes não percebida,
Um vasto campo sem fim,
Uma distância a ser percorrida,
Que muitas vezes tenho medo e
Dúvidas se realmente posso ou quero ir.

Quando você se desnuda pra mim...
Revelando seus segredos
Há muito guardados em ti.
Agora são libertados, exaltados
Com consciência e sinceridade.
Me parece ser um convite,
Almas livres querendo viver
Uma certa cumplicidade.

Quando você se desnuda pra mim...
Fico sedento e quero beber
Na fonte de onde vem tanta liberdade.
Pois entre nós vejo e sinto
A possibilidade e construção, do que
Algum dia, poderíamos chamar
De um amor de verdade.

Quando você se desnuda pra mim...
Adentramos num mundo sutil,
Onde somos realmente livres,
Onde nele posso ser mais eu e
Você estar mais a vontade.

Quando você se desnuda pra mim...
Queria poder fazer o mesmo e
Mostrar a minha realidade.
Não a que hoje se apresenta,
Mas verdadeira essência,
Minha  identidade.

Quando você se desnuda pra mim...
Vejo a minha responsabilidade,
Nunca usar contra você
Parte do que já sei ou te fazer
Qualquer tipo de maldade.

Quando você se desnuda pra mim...
Sinto que me aproximo mais de você,
Gostaria de encontrar esta certeza
Também  dentro de ti.
Talvez, não de algo que tenha que rolar,
Afinal existem diferentes
Formas de viver e amar.

Enfim, a sua nudez me causa um rebuliço.
Uma gratidão de poder ser teu amigo.
Mas se você já me conhece um pouco,
Sabe que vivo alguns conflitos.
Se estou bem, acho que tudo
Pode ser possível dentro do cabível,
Mas se estou mal, acho tudo isto
Muito   louco...
Questionando-me se viver
assim é normal ?!

Salvador-BA, 08 de Outubro de 2010