Pesquisar este blog

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Ser nada

Ser nada (por: Kraudião)

Se penso, logo saio do meu vazio
E deixo de compreender o que é real.
Atraí formas pensantes para visualizar
Coisas que não existiam antes.
Utilizei das energias imaginárias e
Agreguei a matéria astral.
Criei um molde, uma forma a ser preenchida
Através da minha força mental.

Muitas vezes é perceptível que dei nome
Ao que não precisava dar.
Mas se quase sempre ando desatento
Como me identificar com vazio?
Em fração de segundos,
Volto a me preencher de pensamentos.

Talvez eu deva em render ao desconhecido
Algo que não tenha medo de mergulhar.
Assim terei me identificado comigo mesmo,
Pois o Ser Nada é que me completará.

Salvador-BA, 02 de Dezembro de 2010.