Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Cinema Mudo


**Cinema mudo (por: Kraudião)

Eu quis lhe falar, mas a emoção prevaleceu.
Dei sinais de que estava incomodada e você não percebeu.
Eu quis lhe falar, mas a sensação me dominou.
Fiquei tão irritada que a conversa nem começou.
Eu quis lhe falar, mas as memórias me cegavam.
Nos poucos momentos que tivemos a sós, você não me notava.

Eu quis lhe falar, mas a gente pouco se via.
Quando você chegava eu saía, sua intolerância sempre prevalecia.
Eu quis lhe falar, mas os assuntos eram controversos.
O importante pra mim, era pra você algo sem valor ou desconexo.
Eu quis lhe falar, mas nunca havia tempo oportuno.
Seu dia tão ocupado com coisas tão distante de nós dois.

Eu quis lhe falar, mas você  sempre desconversava.
Seus objetivos nunca combinavam com a nossa pauta diária.
Eu quis lhe falar, mas acreditei que um dia isso mudaria.
Fiz tantos planos para nossa vida a três...minha missão como mulher.

Eu quis lhe falar, mas razão buscava analisar o contexto.
Avaliava nossa condição como casal e arranjava novos pretextos.
Eu quis lhe falar, mas a minha fé me aconselhava esperar.
Deve ser algo comigo ou até mesmo na esfera espiritual.
Eu quis lhe falar, mas os meus conflitos me atormentavam.
E nunca recebi de você uma decisiva proposta.

Eu quis lhe falar, mas ainda tenho amigos que me escutam sem criticar.
Esse talvez possa ser nosso impasse....
Todavia, o maior deles talvez seja quem é você?
E o que ainda queremos para nós dois?

Salvador-Bahia, 09 de Agosto de 2010

** Para todas as mulheres e minhas amigas que um dia já viram este filme!