Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Pressão, Provocação e Tentação


Pressão, Provocação e Tentação (por: Kraudião )

A pressão serve para desbastar e polir nossos elementos mais grosseiros.
A provocação serve para exaurir de nós marcas da violência.
A tentação serve para revelar nossos segredos mais íntimos.

A pressão é provocativa e tentadora naquilo que não podemos evitar.
A provocação é uma tentativa para medir o quanto suportamos de pressão.
A tentação é a pressão exata que precisamos para que aceitemos uma provocação.

A pressão é comum, constante e até banal para alguns.
A provocação é uma via de duas mãos, mas com efeitos deletérios em apenas um: o reativo.
A tentação é um aperitivo que serve com isca para um banquete maior da nossa libido.

A pressão é o convite expresso e indireto para agir na corrupção.
A provocação testa os limites da paciência que uma vez vencida nos conduz à  violência.
A tentação seduz nossos instintos de renúncia e nos remete a garras da volúpia.

A pressão para quem ainda não sentiu, pode ter certeza do seu perfil acumulativo.
A provocação para quem ainda não reagiu, fique atento que ela sempre aparece.
A tentação para quem ainda não percebeu, acredite e olhe ao seu lado que certamente ela estará lá !!

Como passar um dia sem pressão, considerando o mundo atual ?
Como passar uma semana sem provocação, diante de tantas marcas do mal ?
Como passar um mês sem tentação, com apelos constantes de tudo que é sensorial ?

Não sei se existe uma receita certa e genérica para quem busca a iluminação.
Não acredito que um dia viveremos sem os efeitos da pressão, provocação e tentação.

Apenas quero repartir com vocês amigos que:
Igualdade de opostos minimiza a pressão;
Fraternidade parece conter a fúria alheia e a provocação;
Discernimento e estado reflexivo ajudam a compreender a tentação!!


Salvador-Bahia, 11 de Agosto de 2010.