Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Cazuzando


Cazuzando (por:Kraudião)

Nas coisas que já fiz, nunca fui exagerado.
Muito menos lutei defendendo uma ideologia.
Um comportamento talvez típico da burguesia.
Mas sempre sonhei pro dia nascer feliz.
Sei que pouco adianta já que o tempo não para.
Já me apaixonei perdidamente por uma Bete Balanço.
Tempo em que voava todos o dias sob o codinome beija-flor.
Fase da vida que tudo muda, pois o mundo é um moinho.
Tudo isso não mais tem importância, mas faz parte do meu show.
Hoje me sinto como um maior abandonado.
Mesmo assim, viver na solidão que nada.
Vagando no meu dial por sua músicas nessa vida louca vida.
Um cenário de pouca qualidade, como eu queria ter uma bomba!
Que sabe assim teria mais alegrias só pro meu prazer.
Pois acredito que o nosso amor a gente inventa.
De forma a viver todo esse amor que houver nessa vida.
Porque viver na tristeza e na felicidade só se for a dois.
Nunca esquecer que preciso dizer que te amo.
Mas discordo do poeta que sejamos cobaias de Deus.
Ele com certeza, há 20 anos, pegou um trem para estrela.
Sua obra ainda nos emociona, o poeta está vivo!!

Salvador-Bahia, 07 de Julho de 2010.