Pesquisar este blog

domingo, 4 de julho de 2010

Buraco Negro

**Buraco Negro (por: Kraudião)

Sinto-me atraído intensamente para as profundezas do meu Ser.
Ser constante no estado mutável de coisas insignificantes.
Coisas que rondam a minha vida mais comum dos mortais.

Atração inquietante rumo ao desconhecido inenarrável,
Sentir sem meu intelecto capaz de traduzir tal percepção.
Isso que todos sentimos e já temos experiências gravadas,
Quando tentamos falar sobre esse destino inevitável que nos aguarda.
Um buraco negro que não assusta e muito menos angustia nosso Ser.

Um caminho sem direito a repulsas ou escolhas, apenas um ato de amor.
Ação de plenitude esperada desde nossa origem absoluta esquecida.
Um lembrança que começa a acordar com toda graça quando atento,
Uma certeza de compreensão infinita que se faz em mim.

Forças imutáveis que regem toda uma natureza encantada,
São Leis Naturais num belo arranjo melódico de diminutas e bemóis,
Um cenário indescritível e pacífico onde sempre quis chegar.

Um buraco negro sem espaço físico e tempo material,
Uma dimensão incógnita para se revelar em palavras,
Mas uma sensação definitiva que pulsa vibrante,
Me impulsiona para um rumo que não tem mais volta!

Salvador-Bahia, 04 de Julho de 2010.

** Dedico estes versos ao Amigo-Mestre-Irmão Jair Tércio que tem me ensinado como persistir no CAMINHO...