Pesquisar este blog

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Quem Sou Eu...?

Quem sou eu? (por: Kraudião)

Nem tudo se apresenta com a clareza devida,

A leitura do fenômeno está na lente do observador,

Muitas vezes impregnadas de experiências anteriores.

Quem se apresenta pode ser a persona inconsciente,

Desejos reprimidos do que realmente poderia ser,

Reflexos incontidos no limbo d’Alma desconhecida.

Quem me enxerga reluzente nesse imenso breu,

Sabe que minha luz própria só brilha para os afins,

Uns poucos que no meio da multidão buscam o mesmo fim.

Quem se aproxima nem sempre sabe o que procurar,

Confunde-se e interpreta aquilo que nem eu mesmo sei,

Talvez atraídos por uma centelha comum a todos nós.

Eis a diferença de quem eu sou e quem você acha ter encontrado,

Doce imaginação que não pretendo alimentar,

Falsas esperanças que crescem no contado imediato,

Ampliadas ilusões naquilo que estavas a buscar.

Quem sou eu e quem é mesmo você?

Talvez uma pragmática inquietação de estilos em viver,

A realidade nua e crua que não se permite fantasiar,

Imaginário criativo que dificulta um centro para estar,

Leituras diversificadas do preto no branco ou matizes das cores primárias,

Quem sou eu? Com certeza ninguém que você conheça completamente, eis a minha real tarefa atualmente...

Um mergulho em busca de meu centro, meu ponto de equilíbrio,

Meus vícios aprimorando-se em virtudes...



Salvador, 02 de abril de 2010.