Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A arte de presentear


 A arte de presentear (por Kraudião)

Somos pressionados a presentear em datas especiais,
Somos envolvidos pela atmosfera midiática do consumir,
Somos levados a acreditar que assim provocamos alegrias,
Somos tentados em achar que compramos felicidade,
Somos muito mais consumidores ávidos em gastar que
Mestres de cerimônia na arte de presentear.

Quantos de nós realmente sabe o que necessário ao outro?
Quanto de nós estivemos ausentes nos últimos meses?
Quanto de nós fomos reais companheiros solícitos?
Quantos de nós esquecemos de comparecer e abraçar?
Quanto de nós esquecemos o que é ser amigo verdadeiro?
Quanto de nós compreendemos a arte de presentear?

Quem doa seu tempo ao outro com mesmo fervor das compras?
Quem foi realmente sincero ao escolher sua lembrança?
Quem não se decepcionou um dia com algo que ganhou?
Quem fingiu ter gostado quando no fundo queria outra coisa?
Quem preferia ter tirado um outro alguém no amigo secreto?
Quem em alguma época não teve que trocar o que recebeu?
Quem literalmente sabe o que é na arte de presentear?

Deveríamos saber que presente não é barganha num acerto de contas.
Poderíamos acreditar que talvez o outro pudesse ter liberdade em escolher.
Deveríamos conceber que lembrança tem mais valor que o seu custo real.
Poderíamos compartilhar necessidades individuais por conhecer bem melhor o outro.

A arte de presentear, muito mais que simbólica nos dias especiais, é doação e fortalecimento de laços.
Precisa ser sincera, fraterna, igualitária, solidária e livre para quem presenteia e quem é presenteado.
Afinal, o símbolo do presente é uma referência do passado e marca eterna para o futuro.
Pois, quando lembrei de você e de seu presente quis eternizar meu carinho e admiração com a arte de presentear!

Salvador-BA, 23 de Dezembro de 2013.