Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de julho de 2013

A procurar...

A procurar... (por Kraudião)

Olho pra dentro e procuro você,
Não te acho mais em lugar algum,
Procuro de novo, pois quero te encontrar.
Olho pra dentro e quero sentir você,
Nenhuma pista encontro e fico na sensação,
Reviro-me pelo avesso e fico na reflexão.
Olho pra dentro, pois algum dia você esteve ali,
Trouxe-me felicidades e vivemos muito bem,
Tivemos diferenças, mas tínhamos o mesmo sentir.
Olho pra dentro e agora só me restam lembranças,
Tempo passado com boas memórias a fugir,
Presente apenas os bons sentimentos vividos.
Olho pra dentro e tento de novo me acostumar,
Sempre estivemos unidos e nunca fiquei assim só,
Impressão estranha de que perdi seu íntimo contato.
Olho pra dentro e ainda procuro por sua amizade,
Aquela que sempre me apoio mesmo quando estava errado,
Teimosamente quis fazer do meu jeito e nunca te ouvia.
Olho pra dentro e tento mais uma vez escutar você,
Conselhos enviados em momentos cruciais via intuição.
Olho pra dentro e tento decifrar minha alma agora inquieta,
Ela continua em busca de respostas das perguntas que fiz,
Busca entender o que ocorreu com a gente em nosso canal de comunicação.
Olho pra dentro e quase me desespero com tanta ausência,
Será que fui enganado por acreditar fielmente em sua onipresença?
Sim, porque se ainda está aqui dentro quero muito lhe falar.
Olho pra dentro porque não encontrei nada mais aqui fora,
Andei, experimentei, sofri, sorri, chorei e persisti em quase tudo.
Por isso me voltei para dentro em busca de meu centro,
Foi lá a primeira vez que senti nossa conexão plena,
Portanto insisto em olhar para dentro e ficar aqui assim,
Um pouco impaciente, você bem sabe disso, mas vou insistir.
Continuarei a perscrutar em mim até você de novo se revelar,
Que não sou diferente de você, 
Porque de ti parti...


Salvador-BA, 18 de Julho de 2013