Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de março de 2013

A íris revela



A íris revela (por: Kraudião)

A vida que sempre busquei,
A vida que nem sei que vivi,
A vida do jeito que pensei
A vida que nunca senti.

As experiências que me marcaram,
As marcam que não desaparecem,
As fases da vida no tempo,
As repetidas tentações ao vento.

A alma que arquiva momentos,
A alma nem sempre revela sentimentos,
A alma desperta com o tempo,
A alma que busca sucesso.

As formas que alimentam a ilusão,
As formas de vidas intensas,
As formas que na alma se expressam
As marcas da vida que se revelam.

Os segredos que nem sabia,
Os segredos que quase escondi,
Os segredos de tempos de outrora
Os segredos revelados agora.

O tempo de vida na alma,
O tempo que escondia segredos,
O tempo que apaga as formas,
O tempo passado sem horas.

É tudo isso que a íris revela,
É tudo isso que a íris nos conta,
É tudo isso que a íris pondera,
É tudo isso que a íris registra,
É tudo isso que na íris se encerra,
Pois a luz do dia se foi e
 Os sonhos me esperam...

Salvador-Ba, 07 de Março de 2013.