Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de julho de 2012

O Corpo e a Alma


O corpo e alma (por: Kraudião)

Os pés precisavam de calçados para sair e caminhar.
A alma era livre para  levitar e novos rumos trilhar.
A mão a tudo tocava e deixava uma impressão.
A alma de tudo sentia e interpenetrava com sua vibração.
O olho apenas via a imagem materializada dos objetos.
A alma de longe, pois nem chegava perto, era imagem projetada.
O ouvido a todo ruído e som quase nunca lhe escapava.
A alma para além do som também se comunicava.
A pele de tanto medo ficou arrepiada de emoção.
A alma alimentava todo sentimento, sobretudo, a razão.
O nariz absorveu todo o perfume volátil da natureza.
A alma exalava sabedoria plena com muita exatidão.
O coração palpitava ofegante quando na paixão.
A alma era mais que isso, simplesmente amor.
A boca salivava te tanto anseio em expressar palavras.
A alma acumulava ações de vidas passadas.
A língua se deliciava em beijos sedentos de prazer.
A alma garantia a experiência de todo um viver.
Enfim ...o corpo só aprendeu a linguagem fisiológica e sensorial,
Alma que precisa do corpo, mas cultua sua independência etérea  por ser imortal. 

Salvador-BA, 11 de Julho de 2012.