Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Companheiros


Companheiros (por: Kraudião)

Entendo por companheiros quem sabe acompanhar,
Vivem conjuntamente diferentes etapas de um processo.
São conectados e percebem as necessidades do outro,
Mais do que submissão alheia, sabem compartilhar.
Compreendem que mesmo em caso de divisão,
As partes nunca se perdem completamente.
Buscam pontos em comum num mundo de possibilidades,
Discutem respeitosamente suas perspectivas.
São bons ouvintes, mas não omissos e irresponsáveis.
Se posicionam claramente, porém sabem quando se calar.

Percebo bons companheiros quando mesmo diferentes,
 Se apresentam como iguais nas ações cotidiana.
São cúmplices nos desejos e necessidades entre si,
Equitativamente relacionados numa razão exata,
Sem medos imagéticos construídos por uma mente doentia.
Se antecipam com ações complementares e altruístas,
Alimentando uma amizade que cresce em intimidade.
Brilham de forma diferente pelas experiências pessoais,
Iluminando possíveis cantos de escuridão da realidade.

Vivendo e aprendendo como bons companheiros,
Oportunidades únicas neste significativo plano do viver.
Quanta beleza e riqueza podemos desfrutar dessa relação.
Afinal, nunca somos os mesmos nessa metamorfose.
Eternos aprendizes construindo novas histórias,
Cada vez mais elaboradas de conflitos e sensações.
Eis o grande estado da arte em se transformar...
Pessoas melhores, compreensivas e conscientes
Quando nos tornamos companheiros!

Salvador-BA, 20 de Abril de 2011.