Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de março de 2011

Chegar e Partir



**CHEGAR E PARTIR (Por: Kraudião)

Fui atraído de repente para um local onde duas pessoas se amavam,
pareciam embriagados de tanto amor,
corpos unidos movimentando-se molhados de suor.
Eu estava ali como espectador de mais uma cena de amor.

Só então me dei conta, o quanto de casais que eu observava,
mas nenhum deles me agradava e ficava então a procurar.
Como era estranho participar sem ser notado,
esperando hora em que seria sugado para dentro de um deles.
De imediato sinto uma compressão, viajo num túnel sem fim,
vou perdendo a consciência sem rumo nem direção.

Parte de mim vai rolando, e já estou em algum lugar,
tenho a nítida sensação que algo vem me encontrar.
Logo minha dúvida é esclarecida, numa frenética corrida
eles chegam até a mim.

Em seguida eu reajo, o que precisava foi encontrado
e a duas partes se completam.
Começou então, a transformação vou dividindo e multiplicando,
mas sem perder a unidade, vou crescendo, materializando-se,
tão bonita é esta capacidade.

Meses se passarão até o meu estágio final, a primeira etapa está pronta
e alguém me carrega, nutre-me e divide comigo um lugar especial.
Talvez para ela um incômodo que foi prazeroso,
pra mim um cômodo seguro e afetuoso.

Preciso cumprir a 2a. etapa deste processo, chegou a minha vez de agir,
vou dando voltas e me encaixo, provoco a dor de parir.
É triste, mas é verdade chegou a minha hora de sair, tenho auxílio de muita gente, tanto no plano material como no espiritual e foi assim que nasci.

Infância, puberdade, adolescência, juventude e maturidade quase nem percebi, a coisa foi tão rápida que logo é hora de partir.
Antes porém, algumas coisas me preocupam, entre elas
as coisas que deixei de fazer ou que fiz sem pensar.

Começo  a refletir de onde vim e para onde vou agora ?!
Lembro de fatos passados, sem nenhum significado naquele momento
e que só agora eu entendo.
Perguntas elaboradas que passaram anos sem respostas,
mas só  agora estão afloradas, vivas na minha alma.
As pessoas que nunca conseguir entende-las,
só agora sei o quanto posso compreende-las.

As dificuldades passadas, são hoje marcas do meu aprendizado
e para as pessoas queridas que ficam o meu adeus temporário,
pois o tempo acabou, procurarei usa-lo consciente ou inconscientemente muito bem na vida que vem.

Sim, aquela que logo me aguarda como um outro espectador de casais,
o início de tudo.
Digo a elas um até breve, para juntos
vivermos mais uma vez em outras condições.

Salvador-BA, 21 de Março de 2011.

** Dedico este versos para todas as pessoas que corajosamente questionam e refletem sobre a vida!!