Pesquisar este blog

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Meus amigos


Meus amigos (por: Kraudião)

 Amigos mais próximos ou não,
Podemos contar sempre
Com seu apoio e/ou compreensão.
Quem não precisa de um,
No meio de tanta confusão?

Amigos de verdade
Para qualquer hora ou momento.
Amigos do peito, sempre verdadeiros
Sem tempo ruim para ele ou para mim.

Amigos sinceros, espertos ou não
Pouco importa sua graduação. 
mas sim, falar de coração aberto.

Amigos que não são escolhido,
Embora sempre queridos e
Sem interesses escusos,
Simplesmente foram atraídos.

Amigos que sentimos saudades,
Papos amigáveis de momentos felizes,
E tristes também.
Assim vivemos confessando um ao outro
Partes de nossas vidas.

Amigos para conversas mais banais
Naqueles casos superficiais,
Outros mais dedicados,
Apoio constante nas situações
Mais exigentes.

Amigos que sabem deixar você falar,
Esperam até a gente chorar
Se preciso for para lavar a alma.

Amigos com o dom de ouvir,
Nos ajudando com esclarecimentos
A mergulhar em nós mesmos.
Nos auxiliam a refletir até que
Se desperte a qualidade do sentir.


Amigos que permitem
O movimento de ir e vir,
Mesmo assim eles estão ali.
Te esperam enquanto não
Cessa o vai-e-vem  contínuo 
Até você se decidir.

Amigos desapegados,
Pois estão enraizados em laços
Leais, saudáveis e fortes.

Amigos de bases morais elevadas,
Não aqueles apenas circunstanciais.
Uma verdadeira amizade,
Tempo integral e pela eternidade.

Amigos bons de se conviver,
Ontem, hoje e agora
Eu me rendo à vocês,
Por me ajudarem a aprender
O valor de uma relação e
Experiências para o meu viver.

Salvador-BA, 10 de Janeiro de 2011.