Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de abril de 2010

Até que ponto?

Até que ponto? (por: Kraudião)


Quantos de nós já pensamos em abandonar tudo.

Largar nossos desejos tão intensamente alimentados.

Em muitas ocasiões é mais fácil desistir do que persistir.

Saber fazer as escolhas certas não é tarefa nada fácil,

Envolve muitos elementos quase sempre desconhecidos.

É trabalhar sem parar ou querer descansar,

É levar a sério e confiante até os últimos minutos,

É abrir mão da quietude e suportar momentos de dores.

Mas até que ponto precisamos e queremos passar por tudo isso?

Depende única e exclusivamente do quanto você acredita,

Alimentando suas crenças e projetos a realizar.

Na clareza com que você enxerga seus objetivos,

Do perfil que você quer para sua vida,

Simplesmente do quanto você já caminhou e

Sente que não mais pode parar.

Afinal, até que ponto você estaria disposto

A recomeçar tudo de novo?

Passar pelas mesmas lições e alguma delas já aprendidas,

Todas passaram por ti sem a sua percepção.

Talvez uma repetição de sofrimentos em contextos diferenciados,

Fatos marcantes que foram postergados sem o menor pudor.

Em momentos distintos tivera a chance de aprender,

E mais de uma vez não estavas disposto a suar a camisa.

Pois bem, até que ponto queremos ir para não mais ter que retornar?




Salvador-Ba, 13 de Abril de 2010.