Pesquisar este blog

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Criador e Criatura


Criador e criatura (por: Kraudião)

Desconhecida criatura é a dor
Quando não percebemos sua presença.
Quando vivíamos a doce infância,
Quando tudo era o mundo dos sonhos.
Quando éramos protegidos por nossos pais,
Quando não compreendíamos o mundo,
Quando parecia termos mais tolerância.

Estranha criatura é a dor
Pelas muitas formas que podes assumir,
Causando danos físicos ao corpo.
Uma ferida aparente de alguma lesão,
Deixando marcas na forma de cicatriz.
Estranhos sentimentos emergentes,
Pensamentos reincidentes na mente torturar,
Revivendo diferentes formas do meu sentir.

Malvada criatura é a dor
Se não paramos para refletir e dá-lhe atenção.
Ela nunca me esquece e volta a me castigar,
Com remorsos da ações passadas.
Coisa que pretendia esquecer,
Ressuscitam em mim sem perdão,  
Para tudo que fiz ou deixei de fazer.

Conhecida criatura é a dor
Assim que percebi a origem de suas causas.
Os motivos repetidos de minhas falhas,
Compreendi através de dias em meditação.
Sua importância na minha vida e devido valor,
Toda sua virtuosidade em provocar-me tanta emoção.
A partir do mergulho em mim até o fundo do poço,
Reconheci minha história como criador.

A dor que trazia comigo sem saber explicar,
Um desejo crescente em compreende-la,
 Vou agora conhecendo-a como instrumento.
Um meio para transforma-la em algo maior,
Uma virtude inata e potencial humana,
Um nobre sentimento chamado AMOR!

Salvador-BA, 12 de Fevereiro de 2012.