Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Histórias

Histórias (por: Kraudião)

A minha, a sua e as nossas histórias.
Etapas vividas de formas diferenciadas.
Histórias do bem quando não fez mal a ninguém.
Histórias esquisitas que mal podemos compreender,
Experiências inusitadas que tentamos esquecer.
Histórias sem graça por não conseguir divertir,
Muito pouco acrescentou ou agregou em nossas vidas.
Histórias malucas que hoje rimos com maturidade,
Na época sem sentido, mas que foram divertidas.
Histórias cheias de sofrimentos, pois nos faltavam recursos.
Pelas incertezas que nos rondavam e convivíamos diariamente.
Histórias com final feliz igual aos filmes do cinema,
Cheias de altos e baixos até tudo dar certo.
Histórias de conflitos internos e externos na arte de lidar,
Pessoas diferentes e contextos diferenciados.
Histórias tão loucas de arrepiar os cabelos da alma,
Uma dura realidade de esforço contínuo até uma certa idade.
Histórias emocionantes contadas quase que num suspiro,
Tempo exato para não deixar escapar nada da narrativa.
Histórias encenadas por muitos papéis com ou sem perigo,
Pessoas com interesse diversos em nossa vida a dois.
Histórias imaginadas para nunca serem vividas,
Fantasias além do bom senso e da razão por simplesmente ser.
Histórias cruzadas pelo enigmático e previsível destino,
Onde nada escapa da LEI de Causa e Efeito.
Histórias honrosas por não terem sucumbido as tentações,
Sondagens constantes ao nosso esfomeado e desejoso EU.
Histórias como muitas testemunhas dos fatos que hoje lhes conto,
Co-autores na linha do tempo e produtores desse cenário de ilusões.
Histórias para serem lidas e refletidas ao longo de uma vida,
Obras completas de erros e acertos sem fim.
Histórias nem sempre liberadas para escrutínio público.
Histórias remotas que nunca serão resgatadas em tempo algum,
Ficarão no passado distante e mergulhado na memória velhaca.
Histórias mal contadas que não servem nem para boi dormir,
Com tantos desencontros e peças que não se encaixam.
Histórias amorosas entre pessoas destinadas,
Vivendo em harmonia e união para sempre.
Por fim, histórias que pertencem ao passado
 Ou estão sendo construídas agora,
Mas que inexoravelmente serão contadas assim:
Era uma vez...


Salvador-BA, 04 de Julho de 2011.