Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Memórias


Memórias (por: Kraudião)

Memórias, hoje lembrei de ti.
Memórias, já te esqueci.
Memórias, não sei do que.
Memórias, eu sei o porque.
Memórias do meu passado.
Memórias com significado.
Memórias com forte apelo emocional.
Memórias de conteúdos irritantes.
Memórias visuais e auditivas.
Memórias cinestésicas e olfativas.
Memórias analíticas e racionais.
Memórias criativas e inovadoras.
Memórias que trago agora.
Memórias do meu presente.
Memórias, falsas ilusões.
Memórias, minha verdadeira história.
Memórias que não quis e joguei fora.
Memórias guardadas para sempre.
Memórias de um tempo bom.
Memórias chegam e vão embora.
Memórias podem ser fortes e vivas.
Memórias feias e também lindas.
Memórias de acordes musicais.
Memórias torturantes e infernais.
Memórias profundamente inconscientes.
Memórias frescas e persistentes.
Memórias que se recusam a apagar.
Memórias reveladas deliberadamente.
Memórias rebeldes e indomáveis.
Memórias de moleque, que Deus apague.
Memórias mesquinhas em nada compartilhar.
Memórias divertidas de um tempo bom.
Memórias oníricas que alimentam o meu dia inteiro.
Memórias sadias impulsionando meu realizar.
Memórias que insisto em descrever.
Memórias grafadas na tela do meu computador.
Memórias em fonte preta arial.
Memórias sem muita inspiração poética.
Memórias que não traduzem nenhum pensamento,
Pois acabou seu encanto!
Memória de quem deu branco...

Salvador-BA, 28 de Janeiro de 2011.